Menu

segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Feliz 2013




Desejamos um 2013 de PAZ, COMPAIXÃO, BOA VONTADE, RESPEITO, FÉ, COMPREENSÃO,  SAÚDE, ALEGRIA e MUITO AMOR ao PRÓXIMO. 

Que o Senhor abençoe todos que lutam pelo bem dos animais. 

Um grande abraço.

domingo, 25 de novembro de 2012

ADOTE BRANCA

ESTA É BRANCA VIVE AQUI PRÓXIMO AO CEMITÉRIO DO CAMPO SANTO NA FEDERAÇÃO...PRECISA DE ALGUÉM PRA CHAMAR DE "MEU DONO" E DAR MUITO CARINHO! ESTÁ CASTRADA E VERMIFUGADA. 

CONTATO 71 9215-6050 (TIM) Maroilton Pires


Gente, fiz uma postagem sobre essa cadela dia 04 de outubro, mas estava sem a foto. Ela é muito dócil... Quem estiver interessado em ter um animal de médio porte, porém meiga e amiga fique à vontade para ADOTAR Branca.

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Snoopy

As pessoas precisam aprender e entender que animal não é objeto. Que não se pode um dia acordar e decidir que quer ter um animal de estimação e no outro decidir que tem que se "desfazer" dele.


Fico MUITO chateada e triste quando isso acontece. Para ter um animal é preciso saber se vai ter dinheiro para bancar a alimentação, os remédios,  as consultas e os estragos que alguns filhotes fazem. Também é preciso ter AMOR, PACIÊNCIA e BOA VONTADE. 

Algumas pessoas querem que os animais pensem e ajam como os humanos. Esquecem que eles são sabidos e aprendem as coisas, mas eles são animais!

Em agosto doei o Snoopy (ver história  nas postagens antigas) para uma pessoa que dizia que queria muito um cãozinho, por precaução fui entregar o animal na casa dele. Como a pessoa trabalha com uma amiga fiquei um pouco mais tranquila.

No início desse mês ele me ligou me dizendo que não ia poder ficar com o animal porque o irmão dele de 11 anos estava com sinusite e Snoopy estava soltando muito pêlo. Pedi a ele uns dias para ir pegar o animal, mas ele me disse que tinha uma tia (mentira) que gostava muito de animais e queria adotá-lo. Concordei que a tia dele adotasse o animal, porém eu teria que ir junto com ele levá-lo para saber onde ele ia ficar e para trocar o termo de adoção. Ele concordou e me disse que me ligaria para avisar quando ia levá-lo.

Errei quando confiei nele e não fui pegar logo o animal. Depois de alguns dias recebi uma ligação de uma pessoa querendo saber informações sobre o Snoopy e ai começou uma nova etapa da história.

A menina me falou que recebeu o Snoopy do padrasto que é vendedor de gás, mas que não conhecia a pessoa que estava com ele antes. Ela chegou até a mim porque ele foi entregue a ela com o termo de adoção, onde tem meu telefone e e-mail.

Depois que ela me contou toda a história decidi deixar o animal com ela, mas seria necessário trocar o termo de adoção. Combinei que ia na casa dela para ver o animal e para fazer a troca do termo.

Dois dias depois ela me ligou me dizendo que o animal não era o "tipo" que ela queria e que ia devolvê-lo. Vou resumir a história porque é um pouco longa... No dia 13/10 fui pegar o Snoopy, que ficou um pouco desconfiado, mas depois que sentiu meu cheiro ficou muito contente.

Hoje ele está em minha casa esperando por um novo e verdadeiro lar. Espero que o próximo seja definitivo.

P.S. O primeiro adotante me garantiu que tinha dado a segunda dose da vacina (a primeira eu dei) e vermifugado novamente ele. Na verdade ele não fez nada, acredito que só tenha dado a comida e alguns banhos.

A queda do pêlo é ausência de um tratamento adequado, ele está com algumas falhas na pelagem e o sabonete que estavam dando banho nele (veio com ele) era para controle de pulgas e estava vencido desde dezembro/11, ou seja, sem nenhum efeito.

Ah! Ele veio também cheio de carrapatos. Dei um banho assim que chegou, tenho PAVOR a esses parasitas. E com um início de otite (que já estou tratando).

Espero que as pessoas envolvidas nessa história aprendam que só se deve ter um animal quando se tem a certeza de que poderá criá-lo até a sua morte.

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Como é Bom Brincar...

Mesmo sem andar ela adora brincar...





quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Por Intercessão de São Francisco


Hoje é dia de São Francisco de Assis, protetor dos animais. 

No domingo (30/09) uma cadela pariu perto de onde moro, mas perdeu os filhotes (acho que uma parte nasceu morta e a outra ela comeu). Eu estava angustiada, primeiro porque ela ia parir na rua, depois porque o leite ia empedrar. Estava evitando me aproximar dela, me conheço, sei que não ia sossegar o coração enquanto não resolvesse tudo.

Liguei para uma protetora que me indicou um medicamento para secar o leite, que só hoje pude ir comprar.

Quando estava medicando a cadela chegou uma pessoa me impedindo de alimentá-la alegando que ia castrá-la. Em meio a uma confusão que aconteceu por causa de um guardador de carros que não queria permitir que lavasse a cadela, descobri que a pessoa era Maroilton um protetor que já tinha ouvido falar e que já tinha conversado com minha mãe sobre esse meu amor por animais, mas que eu nunca tinha ligado o nome a pessoa. 

Fiquei muito aliviada dele estar ali, de castrá-la, de fazer o pós-operatório e de ter a certeza que nossas preces são atendidas.

Devem estar se perguntando por que fiquei tão sensibilizada. Porque quando me aproximei dela fiquei APAIXONADA, ela é extremamente dócil, mansa e carente. Se não tivesse os meus cinco cães levaria ela para casa.

Sei que São Francisco fez a intercessão e que ela ficará bem.

Parabéns a todos os protetores. 

Fiquem com Deus!!!

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Molly

Finalmente consegui retomar a acupuntura de Molly, aproveitei para vaciná-la com a Déctupla. Fiquei em dúvida do que deveria fazer, pois uma veterinária me disse para não vaciná-la porque a doença poderia voltar.

Porém outras me garantiram que era melhor vaciná-la, para a proteção dela (se tiver contato com algum animal com o vírus ela pode ser contaminada novamente) e para a proteção de meus cães, já que eu estou pretendendo apresentá-los.

Ela ficou super feliz com o passeio, queria cheirar e olhar tudo. Veio o tempo inteiro com a cabeça na janela do carro, recebendo o vento no focinho.

Estou rezando para que tudo dê certo.








quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Missão Cumprida

Após um mês e meio de tratamento e totalmente curado, Snoopy foi adotado. Espero que ele seja muito feliz em seu novo lar.

quarta-feira, 11 de julho de 2012

O Sobrevivente

Esse é Snoopy, o único macho de uma ninhada de sete filhotes, que a mãe foi envenenada quando eles tinham dezoito dias de vida.

Já postei a história deles no início do mês passado. Confesso que cheguei a achar que ele não ia sobreviver, pois era muito debilitado. Mas como costumo dizer que na vida tudo depende de uma boa vontade, dessa vez não foi diferente.

Minha irmã que trabalha perto de onde os filhotes estavam resolveu cuidar deles até que estivessem prontos para adoção, e ficou muito preocupada com o estado do filhote. Mesmo sendo alimentado ele andava com dificuldades, tremia muito, tinha um caroço no pescoço, outro na pata traseira e um inchaço na pata dianteira, o que indicava que ele precisava de cuidados médicos.

Eu queria muito levá-lo ao veterinário, o problema é que todos os animais que pego para cuidar termino pagando as despesas sozinha, o que fez com que eu ficasse sobrecarregada financeiramente.

Ela fez uma campanha para arrecadar fundos eu levei o filhote ao veterinário.

Diagnóstico: uma das patas tinha sido fraturada, o coroço no pescoço era um abcesso que estou depois de alguns dias, estava com anemia profunda e com erliquiose (por isso o inchaço na pata dianteira).

Como era muito pequeno (400gr) e novo (36 dias) a veterinária achou que não deveria enchê-lo de medicamentos, o que foi inevitável, porque ele precisava receber todos os medicamentos para não morrer.

Ele está há 21 dias na casa de minha irmã, e há 15 fazendo o tratamento contra a erliquiose. Graças a Deus está ótimo, comendo bem, andando sem dificuldade e super esperto.

Assim que acabar o tratamento ele será colocado para adoção, estamos rezando para que vá para uma boa família.

















Despesas:


Consulta - R$40,00
Probiótico - R$ 22,00
Hemograma - R$ 32,00
Profenid gotas - R$ 15,59
Doxiciclina suspensão - R$ 98,10 (2 caixas)

TOTAL: R$207,69

Outros medicamentos:
Hemolitan
Glicopan
Antitóxico
Metronidazol

terça-feira, 3 de julho de 2012

Em fase de adaptação

Essa é a primeira cadeira de rodas de Molly. Peguei o modelo na internet, porém tive que fazer algumas adaptações, pois a maioria dos modelos são para animais que tiveram paralisia parcial dos membros.

Como Molly não consegui firmar nenhum membro no chão, fiz uma cadeira com quatro rodas e com um tecido pegando o corpo inteiro para dar um suporte melhor .


Ela ainda está bem desajeitada, primeiro porque é novidade e ela está acostumada a se arrastar, segundo por causa da mioclonia. A mioclonia faz com que ela "cruze" as patas dianteiras e não controle o resto do corpo.


Ainda tenho que fazer algumas adaptações e acabamentos, mas já dá para ajudar na fisioterapia.





Custo com a cadeira:


5 metros de tubo pvc - R$ 10,40
8 unidades de joelho de pvc - R$ 2,80
8 unidades de tê de pvc - R$ 4,96
4 unidades de capri de pvc - R$ 2,12
4 unidades de luva de pvc - R$ 2,48
4 unidades de parafuso e porca- R$ 2,80
4 rodas de carinho de feira - R$12,00
1 unidade de cola para tubo - R$ 1,34
1 metro de tecido - R$ 5,00
Serra para tubo - R$ 2,47


TOTAL:  R$ 46,37

sábado, 23 de junho de 2012

Uma luta e tanta

Este mês Molly completou um ano e três meses de luta contra a cinomose. Quem acompanha o blog sabe um pouco da sua história.

Estou escrevendo para dizer o quanto fico feliz em vê-la como está hoje. Já sofri muito por não saber se estava sendo egoísta em mantê-la viva ou se estava fazendo a coisa certa.  Ainda temos uma longa caminhada, pois ela parou de andar e vem lutando diariamente para reverter o quadro (com a ajuda da acupuntura).

Não sei se ela voltará a andar um dia. O que percebo é que mesmo se arrastando ela consegui chegar onde  quer. As vezes "emperra" em algum lugar, mas cada dia que passa ela tem evoluído bastante.

Ainda fico triste, porque não tive coragem de apresentá-la aos meus cães e ela passa a maior parte do dia sozinha. Tento minimizar a situação deixando ossos e petiscos a sua disposição. Faço fisioterapia com ela todos os dias e brinco bastante para que ela não se sinta tão sozinha.

Assim que tiver uma folga financeira (dois de meus cães tiveram que ser operados em menos de 5 meses) vou retornar a acupuntura e vaciná-la para criar coragem de liberá-la para conhecer meus filhotes.


A evolução da doença em imagens.


terça-feira, 19 de junho de 2012

Adote Elisa

Elisa foi encontrada no bairro do cabula, com uma bicheira na cabeça. O que fez com que ela perdesse uma das orelhas.


Precisamos achar um lar definitivo para ela, já está castrada e só vai ser entregue quando se recuperar totalmente.









quinta-feira, 14 de junho de 2012

Os órfãos

Esses são os sobreviventes da ninhada nascida dia 16/05, que a mãe foi envenenada no início desse mês. Dos sete que nasceram, duas morreram, uma levaram, o único macho não está bem (acredito que não vá sobreviver) e restaram três fêmeas.

Uma já tem dono e as outras duas vou levar para alguma feira de adoção para tentar a sorte, quem sabe se não aparece um anjo e miniminiza todo esse sofrimento.

Já foram vermifugados e estou substituindo o leite por ração úmida, elas gostaram bastante. Fico apaixonada, minha vontade era trazê-los para casa, mas fica só na vontade mesmo.

 Fêmea 1

 Fêmea 2

 Fêmea 3

Macho

domingo, 3 de junho de 2012

Maldade ao Extremo

Hoje alguém sem coração deu veneno a Branquinha, a cadela que pariu sete filhotes dia 16/05. Estou desolada, arrasada, decepcionada e com uma sensação de ser incapaz, impotente...


Não tenho a menor ideia do que fazer com os filhotes, mas vou tentar tirá-los de lá porque com certeza eles não irão sobreviver sem a mãe e naquele lugar com pessoas tão sem coração.


Peço a Deus que a receba de braços abertos e que olhe pelos que lá estão.

Fique em Paz

quinta-feira, 31 de maio de 2012

Em nome dos que não falam

Dia 22/05 foi realizada uma Sessão Especial no Plenário da Assembléia Legislativa em favor dos Animais. Com o objetivo de discutir Politicas Públicas de Tratamento aos nossos pequenos que sofrem tanto nas ruas de Salvador.

Estavam presentes a Febadan (Federação Baiana de Entidades Ambientalistas Defensoras dos Animais),ONG's do interior do estado, protetores, estudantes, parlamentares, simpatizantes da causa e imprensa.





quinta-feira, 17 de maio de 2012

Dura Vida de Protetora...

Por inúmeros motivos não pude evitar que branquinha engravidasse e parisse. Ontem ela deu a luz a 7 filhotes.


Hoje eu super gripada, com o corpo mole tive que correr para a casa de material de construção para comprar maderite, prego... Para fazer uma casa para abrigá-la com os filhotes.


Achei que a "dona" dela fosse permitir que ela ficasse dentro de casa, mas para meu desespero ela está com uma pitbull parida (+/- 1 mês), e o marido dela não permitiu que colocasse a bichinha para dentro. Resultado, ela fez um abrigo improvisado que com essa chuva toda estava encharcado. A cadela estava estresse com tanto frio.


Pedi socorro a Carlos e Joilson (funcionários de meu irmão) e eles fizeram uma casinha para ela. Hoje ao menos dormiremos mais tranquilas (ela e eu).


Estou tentando me organizar para castrá-la assim que passar o período de amamentação, vou rezar para que nenhum dos meus cães precise de mais uma cirurgia e não adoeçam nesse período.
 Abrigo improvisado

Casinha


P.S. O marido da dona dela trata bem a pitbull porque ela dá lucro (ele vai vender os filhotes). Não posso interferir porque ele não é muito acessível ao diálogo, tento fazer minha parte sem me expor.

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Como cuidar do seu pet quando ele estiver velhinho

Pensando nos meus velhinhos, Papita (+/- 14 anos), Papito (8 anos) e Puff (9 anos) achei que seria útil postar esse texto.



Assim como seus donos, os pets também precisam de cuidados especiais à medida que vão envelhecendo. No caso dos cães, as raças de grande porte tendem a apresentar os primeiros sinais de velhice entre os 5 e 8 anos de idade, enquanto os de médio e pequeno porte apresentam entre os 6 e 9 anos. Essas diferenças ocorrem devido as características do metabolismo dos animais. Nesse estágio de vida delicado seus órgãos ficam menos eficientes, deixando nossos mascotes suscetíveis a vários problemas de saúde, como doenças do coração, rins, perda dos dentes, catarata, surdez, diabetes, artrose, câncer entre outros.


Convivendo com seu animal todos os dias, pode ser que não perceba a idade chegando, porém quanto mais velho ele fica, menos disposição ele tem pra brincar e, portanto, menos energia ele precisa consumir. Seus dentes já não são tão resistentes e com isso a eficiência em processar alimentos diminui. Em razão da vida menos ativa, ele também pode ter excesso de peso, por isso alguns ajustes na dieta são necessários.Uma dica é, procurar as chamadas rações seniores adaptadas às necessidades nutricionais da idade avançada, elas são ricas em ômega-3, proteínas, zinco, fibras e pobres em gordura.

Entre os problemas que chegam com a velhice, os rins estão entre os primeiros orgãos a dar os sinais da idade, porém, por meio de um simples exame de sangue é fácil diagnosticar precocemente. Uma dieta rica em fósforo e pobre em proteína pode ajudar a evitar a progressão de doenças renais nessa fase da vida do animal.

Durante essa fase da vida também é natural que os pets desenvolvam artrite em suas juntas. Embora não tenha cura, existem diversas terapias que auxiliam no controle da dor, como a acupuntura e medicamentos específicos. É importante também solicitar ao veterinário um programa de exercícios apropriado, pois exercícios em animais idosos sem acompanhamento podem agravar o quadro da doença.

Visão, olfato e audição também merecem uma atenção especial nessa altura da vida do seu melhor amigo. Por exemplo, se achar que seu pet não está obedecendo, pode ser que ele não esteja ouvindo seu comando. Se ele estiver esbarrando na mobília, pode estar com a visão enfraquecida. Neste caso evite fazer mudanças na casa ou em sua rotina normal para não deixá-lo desorientado.

Como o pet tende a passar mais tempo deitado nessa etapa da vida, procure sempre deixá-lo em um local quente e livre de correntes de ar. Uma caminha acolchoada para evitar o desenvolvimento de calos também é essencial para seu bichinho de estimação não sentir tanto as limitações da nova condição.

O importante é que o conforto e a proteção não sejam esquecidos nessa fase delicada da vida do seu parceiro. Peça sempre a orientação do médico veterinário e não esqueça que a vacinação regular é tão importante nos pets idosos quanto nos mais novos.


Fonte: http://petmag.uol.com.br

domingo, 8 de abril de 2012

2 Aninhos

Esse mês o blog completa dois aninhos. Sei que estamos fazendo menos do que queriamos, porém fazendo nossa parte da melhor forma possível. 

Quem é protetor sabe o quanto é difícil passar por cima de coisas e pessoas (muitas vezes da família) para conseguir dar o mínimo de dignidade a esses animais. De como é difícil conseguir ajuda, já que a quantidade de animais carentes é maior do que a quantidade de voluntários.


Gostaria de dedicar esses dois anos aos que viraram estrela. Aos que lutaram pela vida, em especial a Bethoven, que não era de rua, mas fez parte de nossa vida durante 12 anos e a Billy que parecia que enfim tinha encontrado a "felicidade" , mas que Deus levou em tão pouco tempo de adotado.

A todos, meu sincero e eterno carinho.



...Qualquer dia, amigo, eu volto a te encontrar,
Qualquer dia, amigo, a gente vai se
 encontrar...

domingo, 1 de abril de 2012

Úlcera de Córnea

No mês de janeiro minha york de mais ou menos 14 anos apareceu com o olho direito pequeno e lacrimejando. Achei que não era nada muito grave e fiquei observando, como no dia seguinte não vi melhora levei-a ao veterinário. A médica diagnosticou uma úlcera na córnea, medicou e sugeriu que fosse feita uma consulta com o oftalmologista. Era uma sexta-feira e ele só ia poder atendê-la na terça-feira.

Depois da avaliação o oftalmologista constatou que além da úlcera ela estava com uma hemorragia ocular, que a visão já estava comprometida e que seria necessário uma cirurgia emergencial para que o olho não "estourasse". O piorar é que o hemograma indicava uma erliquiose.

Tenho muito amor por meus animais  e autorizei a cirurgia (flap), para que  ela não sofresse mais e para não ficar com um "buraco" na face.

Como ela só está comigo há 4 anos não sabemos o histórico dela. O médico deduziu que ela já tinha a erliquiose e só agora a doença se manifestou. Foi o que provavelmente causou a úlcera seguida da hemorragia ocular.

Correu tudo bem no dia da cirurgia, porém, por já ser idosa o olho terminou murchando e não foi feita a abertura. Mesmo enxergando de um olho só ela está mais ativa e feliz .

Resolvi escrever sobre o caso dela porque algumas pessoas não entendem como é importante manter os carrapatos longe dos animais. Que esses pequenos "sanguessugas" podem causar grandes estragos.

segunda-feira, 19 de março de 2012

Mais uma estrela

Infelizmente mais um dos animais que cuidamos foi ficar ao lado de Deus.

Assistente

segunda-feira, 12 de março de 2012

Eutanásia, certo ou errado?

Não sei se é certo ou errado sacrificar um animal quando se acha que ele está sofrendo ou que não tem qualidade de vida.

No final do mês passado presenciei a difícil decisão de sacrificar um animal. Vitorio tinha mais ou menos seis meses, estava fazendo tratamento para cinomose há três e o quadro que parecia estável teve uma piora, ele parou de andar e só se alimentava com líquido.

Para piorar a situação a pessoa que estava cuidando dele teve que fazer uma viagem (para um estágio supervisionado) e não achou ninguém para cuidar dele.

Sei o quanto isso é difícil, cuido de uma cadela com cinomose há nove meses, ela passou por tudo que Vitorio estava passando (só não teve convulsões) e eu não consegui sacrifica-lá. Hoje Molly faz acupuntura para tentar reverter o quadro da paralisia dos membros, ela está reagindo bem as seções, talvez se conseguisse levá-la toda semana (falta dinheiro e pessoa para fazer o transporte) ela já estivesse bem melhor.

Não critico quem tem coragem de fazer a eutanásia em um animal, mas só faria se todas as possibilidades de sobrevivência estivessem esgotadas.


 "Deus não é indiferente sequer à sorte de um pardal e sabe e provê o que melhor convém a cada um de nós."  

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

MANIFESTAÇÃO NACIONAL CONTRA A CRUELDADE ANIMAL


Separe o dia 22 de janeiro, domingo, as 8:30 (Salvador), 10hs (demais estados)

Precisamos da sua ajuda para dar força as reivindicações pelos animais. Sei que seu dia é atribulado, tem muitos afazeres. Mas precisamos de sua presença neste dia, para nos ajudar. Uma manifestação sem pessoas é o mesmo que nada.

Participe, sua presença é fundamental para mostrar as autoridades que precisamos e queremos mudanças. Pelos animais, peço a sua presença, a de seus amigos, vizinhos e familiares também.

CAMISETA BRANCA OBRIGATÓRIA PARA O GRUPO!


LOCAIS:

*Salvador-BA: Jardim de Alah (Próximo as tendas de massagem). 

*Belo Horizonte: Praça da Liberdade em frente ao Palácio.

*Brasília-DF: Torre de TV, em frente aos elevadores.

*Caxias do Sul-RS: Praça Dante Alighieri.

*Florianópolis-SC: R. Padre Miguelinho , 55 - Centro - Em frente a Catedral Metropolitana de Florianópolis.

*Goiânia-GO: PÁTIO DO ESTÁDIO SERRA DOURADA.

*Paranavaí-PR: Em frente a Praça dos Pioneiros.

*Porto Alegre-RS: Em frente ao Brique da Redenção. 

*Ribeirão Preto-SP: Em frente ao Teatro D.Predro II.

*Rio de Janeiro-RJ: Em Frente ao Copacabana Palace.

*São Paulo-SP: Av Paulista em frente ao Masp.

*Três Rios-RJ:Em frente à Prefeitura na Praça São Sebastião Maringá.